Oscar 2016: 45 Anos

Kate Mercer (Charlotte Rampling) está planejando a festa de comemoração dos 45 anos de casada. Porém, cinco dias antes do evento, o marido recebe uma carta: o corpo de seu primeiro amor foi encontrado congelado no meio dos Alpes Suíços. A estrutura emocional dele é seriamente abalada e Kate já não sabe se vai ter o que comemorar durante a festa. Essa é a história e 45 Anos {45 Years}.
Existe uma força feminina neste filme que o torna único. Força da mulher que vive seu cotidiano da melhor forma possível {passeia com o cachorro, se exercita, convive com amigos, é dona de casa}, dividindo a vida com seu marido. E é esse o ponto feminino da sua fragilidade. O amor que a fortalece também a deixa entregue. A personagem Kate é absolutamente mulher.
A direção de Andrew Haigh tira o melhor do elenco e da paisagem – uma cidade tranquila do interior do Reino Unido. Nada é extravagante, apenas os sentimentos. E esse contraste só consegue convencer porque é interpretado por Charlotte Rampling.
Fantástica! É o mínimo que se pode dizer dessa atriz. Detalhista em seu trabalho, ela é o melhor de 45 Anos. Sentimos o vigor do filme graças a ela. Charlotte nos convenceria até mesmo se fizesse a garçonete da lanchonete. Ela é deslumbrante!
Tanto que foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz. 
No Festival de Berlim, 45 Anos foi o ganhador do Urso de Prata de Melhor Ator para Tom Courtenay, e Melhor Atriz para Charlotte Rampling.
O vigor feminino. Um filme. Uma atriz.
O Oscar acontece dia 28 de fevereiro, e aqui na VISÃO.ARTE você conhece os principais indicados.
Até a próxima,
2016-02-23T11:03:00+00:00 0 Comentários

Sobre o Autor:

Lathife Porto
Meu nome é Lathife Porto, sou jornalista, assessora de imprensa, e apaixonada por arte e cultura. Moro no Rio de Janeiro, estou sempre em Paraty {RJ}, mas você pode me encontrar em qualquer lugar do mundo – principalmente no mundo virtual.

Deixar Um Comentário

A Visão Arte no Youtube