O futuro já começou – GLOBO 50

/, Melhores da semana, Televisão/O futuro já começou – GLOBO 50
Hoje, dia 26 de abril, a Rede Globo completa 50 anos. 
É festa! Com tudo o que tem direito.
Há pouco tempo contei que meu pai assistia Irmãos Coragem {01 versão} na fresta da casa do vizinho, no interior de Paraty.
Quando moramos em Nova Iguaçu, minha mãe trabalhava o dia todo e seu descanso eram as novelas. Por isso elas estão lá no iniciozinho da minha memória. Com Pantanal, descobrimos que existia outra emissora. A família inteira sentava para assistir O Velho do Rio. Antes do controle remoto, meus pais me ensinaram a possibilidade da escolha. “Embarque neste Carrossel….”.
Já em Paraty, a TV tornou-se minha referência conforme eu crescia. Livros e filmes também, mas era na televisão que eu deslizava a minha imaginação. E era ali também que se desenhava minha futura profissão. Não, nunca quis ser jornalista de TV, mas na época, dizer que queria ser jornalista era o mesmo que querer ser a Fátima Bernardes.
Assisti o primeiro capítulo de Malhação. Glória Pires na segunda versão de Anjo Mau e Mulheres de Areia. Paraty sempre foi cenário para produções da TV, e nos espremíamos para ver os artistas. Alguns moravam ou tinham casa lá. Hoje temos Nanda Costa, genuinamente paratiense, que estudou no colégio dos meus pais.
A minha vida era um tanto medida pelo início e pelo fim de uma novela. Fui crescendo e algumas cenas me davam vergonha de assistir perto da minha família. Minha trajetória foi sendo traçada entre primeiros e últimos capítulos. Minhas roupas eram igual da personagem da novela. Eram músicas que marcavam a minha e de minha família. Até hoje eu sei que a música do Milton Guedes da K7 de Zazá é a preferida do meu irmão Jota. Larissa gosta da do Paralamas. 
Fui desenvolvendo senso crítico, conhecendo atores, autores, diretores. Diferenciando estilos. Meu pai dizia que eu era “Formada em Cultura Inútil, Pós Graduada em Vídeo Show”. Quem diria que essa tal cultura inútil seria o meu rumo de vida. Quando vínhamos ao Rio, parávamos na porta da Rede Globo do Jardim Botânico. Certa vez vimos o Miguel Falabella. Emoção!
Com Sonho Meu, mestre Marcilio Moraes incentivava na ficção uma menininha que ela podia ser o que quisesse. Anos depois reencontrei Marcilio. Hoje existe a VISÃO.ARTE. Porque eu acreditei. Porque ele enxergou em mim.
Não lembro da primeira vez que fui no Projac, porque antes de “blogueira” trabalhei em uma agência de notícias. O chefe Marcos Maynart me enviava para várias missões no Reino onde tudo era possível. TUDO é possível. A emissora tem uma equipe de mídias sociais incrível e tenho muito orgulho de ser de uma das primeiras turmas desse projeto. Eu ganhei um cordel cantando a minha história, na época de Cordel Encantado! Fui em gravações de Amor e Sexo, e no inesquecível programa Ivete, Gil e Caetano.
Festas: Avenida Brasil, Geração Brasil, Malhação…. Eventos no Projac: Flor do Caribe, Salve Jorge {onde reencontrei a Nanda Costa, minha conterrânea}, o figurino de Fina Estampa. Vocês fazem ideia do que é o guarda-roupas do Projac? E uma cidade cenográfica? Sim, eu já andei de carrinho e almocei no famoso bandejão. Vez ou outra chega aqui um mimo, uma delicadeza dessa equipe de mídias sociais. Viva uma equipe que sabe valorizar a imprensa!
Quando fomos assistir Amor e Sexo, eu e meu amicíssimo Fabio Barbosa esperávamos a van pra voltar quando vimos…. Regina Duarte! Ela existia e estava ali. Atônitos, cada um disse, baixinho, o nome de uma personagem. O consenso foi Viúva Porcina. Jamais imaginei que tempos depois conheceria a… a…. O que a Rede Globo Produz? Regina Duarte é Diva?
Trabalhei e trabalho com diversos atores, muitos tornaram-se amigos. É emocionante rever ou saber que verei um trabalho no Plim Plim. Não consigo acreditar que, de alguma forma, meu trabalho vai estar ali.
Ahhhh!! Pra terminar, a musiquinha de fim-de-ano que a gente amava. Ah, chegou muitos anos antes da Leader. O Natal começava quando “Hoje é um novo dia….” Antes de terminar, vale lembrar: eu aprendi a lição de saber mudar de canal. Obrigada, pai. Mas agora estou assistindo Fantástico. Me emociono.
Não vou estampar esse Editorial com fotos.
Porque o futuro está só começando….
Até sempre….
2015-04-26T23:00:00+00:00 0 Comentários

Sobre o Autor:

Lathife Porto
Meu nome é Lathife Porto, sou jornalista, assessora de imprensa, e apaixonada por arte e cultura. Moro no Rio de Janeiro, estou sempre em Paraty {RJ}, mas você pode me encontrar em qualquer lugar do mundo – principalmente no mundo virtual.

Deixar Um Comentário

A Visão Arte no Youtube