NOS CINEMAS: Doidas e Santas

///NOS CINEMAS: Doidas e Santas

Beatriz (Maria Paula) é uma terapeuta de casais que também escreve livros sobre o tema. Pressionada com o prazo cada vez mais apertado para escrever seu novo livro, ela precisa lidar com problemas no próprio casamento, com o advogado Orlando (Marcelo Faria), e ainda a filha adolescente (Luana Maia) e a mãe (Nicette Bruno), com as quais vive batendo de frente. Essa é a história de Doidas e Santas.

O diretor Paulo Thiago assumiu um desafio e tanto: transportar para o cinema o livro de Martha Medeiros, que foi Best seller, e também sucesso no teatro. Pra quem leu o livro e assistiu a peça, o filme é uma surpresa. Para aqueles que não tiveram essas experiências, também.

Um dos maiores acertos é ter Maria Paula como protagonista, em uma personagem que foge do estereótipo que se formou em torno da atriz: Beatriz é séria e tenta levar a vida da forma mais equilibrada possível. Seu contraponto é a irmã Berenice {Georgiana Góes}, uma ativista por todas as causas que considera justas. As duas têm química e nos proporcionam alguns dos melhores momentos do longa.

A filha adolescente e o marido ausente são quase clichês, mas ganham forma nas interpretações de Marcelo Serrado e Luana Maia. No entanto, o melhor é a presença de Nicette Bruno. Dona Elda parece simplesmente uma mãe “maluquete”, mas é a sua existência que conduz a história – mas isso você só vai descobrir assistindo o filme.

Diversão com emoção.

Nos Cinemas a partir de 24 de agosto.

Até a próxima,

2017-09-14T17:27:50+00:00 0 Comentários

Sobre o Autor:

Lathife Porto
Meu nome é Lathife Porto, tenho 33 anos, sou jornalista, assessora de imprensa, e apaixonada por arte e cultura. Moro no Rio de Janeiro, estou sempre em Paraty {RJ}, mas você pode me encontrar em qualquer lugar do mundo – principalmente no mundo virtual.

Deixar Um Comentário