Em um dia bastante tenso, com um cenário típico de guerra, os médicos de um hospital público, acostumados com uma dura realidade, vão ter que enfrentar mais uma tensa decisão quando três pacientes em estado grave precisam de socorro ao mesmo tempo. Com poucos recursos, eles precisam atender a todos e lidar com as pressões sociais daquela situação. Essa é a história de Sob Pressão.
Preciso reescrever a última frase: “Essa é a alucinante história de Sob Pressão”. O filme é adrenalina do início ao fim, prendendo o espectador que, terrivelmente, identifica aquela realidade – por morar naquelas áreas ou por ver nos noticiários.
O diretor e produtor Andrucha Waddington mexe na ferida da saúde pública nas comunidades do Rio de Janeiro. E conta com um elenco de peso para contar uma história forte sem meios-termos. Andrea Beltrão, Marjorie Estiano e Ícaro Silva são alguns dos atores, comandados pelo brilhante Júlio Andrade.
Como esse artista é incrível! Depois de ótimas interpretações em Gonzaga – de pai para filho {ele era o Gonzaguinha} e Serra Pelada, Júlio Andrade toma conta de Sob Pressão. Nos tornamos cúmplices de seu personagem. Solidários com seu empenho extremo no exercício da medicina em um lugar de perigo constante. Conformados com algumas de suas atitudes.
Sob Pressão é um filme de adrenalina, proibido para os que tem medo de sangue. Imperdível para quem gosta de bom cinema.
A 18ª edição do Festival do Rio acontece de 06 a 16 de outubro, e nós da VISÃO.ARTE estamos ligados em tudo, trazendo o melhor pra você.
Até a próxima, 
Lathife Porto

Escrito por

Lathife Porto

Meu nome é Lathife Porto, sou comunicadora e apaixonada por moda e beleza {acessórios são vício!}, arte e cultura, decoração, arquitetura, e entretenimento.

Moro no Rio de Janeiro, estou sempre em Paraty {RJ}, mas você pode me encontrar em qualquer lugar do mundo – principalmente no mundo virtual.