Em 1987, Prince lançou aquele que ficaria conhecido como um dos discos mais importantes do rock’n’roll mundial: Sign o' the Times. Nono álbum da carreira do artista, o disco é uma mistura complexa de ritmos como funk, soul, pop psicodélico, música eletrônica e rock, e se desdobrou em uma bem sucedida turnê. Para uma multidão que se acotovelava na mais famosa casa de shows de Roterdã, Prince e sua banda apresentaram 13 canções, 11 delas oriundas do álbum. Um registro histórico de um momento único da música pop mundial. Esse é o show apresentado nas sessões de Sign o' the Times.
Eu mesma conhecia pouco sobre Prince até entrar na sala de cinema e ser arrebatada por sua intensidade. Ele canta – vários estilos, em vários tons; ele toca – uma fera na guitarra, mas não se esquiva de assumir outros instrumentos; ele é performático, dançando e contracenando com diversos músicos / dançarinos / atores; ele é sensual, sexual, abusado. O palco é um cenário digno de filme. Nele, Prince reina. Alguém pode tudo? Prince estava convencido que sim.
Sign o' the Times chega ao Festival do Rio como uma homenagem ao artista Prince, falecido em abril deste ano.
A 18ª edição do Festival do Rio acontece de 06 a 16 de outubro, e nós da VISÃO.ARTE estamos ligados em tudo, trazendo o melhor pra você.
Até a próxima, 
Lathife Porto

Escrito por

Lathife Porto

Meu nome é Lathife Porto, sou comunicadora e apaixonada por moda e beleza {acessórios são vício!}, arte e cultura, decoração, arquitetura, e entretenimento.

Moro no Rio de Janeiro, estou sempre em Paraty {RJ}, mas você pode me encontrar em qualquer lugar do mundo – principalmente no mundo virtual.